Sintam-se bem vindos aqui, FILHOS DA LUZ, ramos da videira, aqueles que podem tudo o que nosso MESTRE JESUS fez e muito mais. Convido a todas as SEMENTES ESTELARES que mostremos nossa luz. Mesmo que somente seja para acender outra luz. Será a nossa contribuição para o mundo de alegrias, risos e cores, que todos desejamos para nós, para nossos filhos, para as gerações futuras.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

117 - O FILHO DO HOMEM ESTÁ PRÓXIMO!


Através dos Evangelistas Marcos, Lucas e Mateus, conhecemos as palavras do próprio Mestre Jesus, anunciando sua volta. Mas Ele deixou claro que só o Pai sabe quando. Pediu-nos, então: "VIGIAI!"



"Ficai de sobreaviso. Eis que vos preveni de tudo. 

Porque, como o relâmpago parte do oriente e ilumina até o ocidente, assim será a volta do Filho do Homem. 

Onde houver um cadáver, aí se ajuntarão os abutres. 

Logo após estes dias de tribulação, o sol escurecerá, a lua não terá claridade, cairão do céu as estrelas e as potências dos céus serão abaladas. 

Compreendei por uma comparação tirada da figueira. Quando os seus ramos vão ficando tenros e brotam as folhas, sabeis que está próximo o verão. 

Assim também quando virdes acontecer estas coisas, levantai-vos e erguei a cabeça, sabei que o Filho do homem está próximo, às portas. 

Então aparecerá no céu o Filho do homem, voltará sobre as nuvens com grande poder e glória. 

Ele enviará os anjos com estridentes trombetas, e reunirá os seus escolhidos dos quatro ventos, desde a extremidade da terra até a extremidade do céu. 

Em verdade vos digo: não passará esta geração sem que tudo isto aconteça. 
Passarão o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão. 

A respeito, porém, daquele dia ou daquela hora, ninguém o sabe, nem mesmo os anjos do céu, nem mesmo o Filho, mas somente o Pai. 

Ficai de sobreaviso, vigiai; porque não sabeis quando será o tempo. 

Será como um homem que, partindo em viagem, deixa a sua casa e delega sua autoridade aos seus servos, indicando o trabalho de cada um, e manda ao porteiro que vigie. 

Vigiai, pois, visto que não sabeis quando o senhor da casa voltará, se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã, para que, vindo de repente, não vos encontre dormindo. 

O que vos digo, digo a todos: vigiai!"


sexta-feira, 25 de novembro de 2011

116 - ENTRE OS LÍRIOS DO AMANHÃ! A RENÚNCIA DE JESUS


Compartilho com todos esta Mensagem de Sanat Kumara de 5 de julho de 2011, para nossa reflexão:

Em  Hosanas de glórias ao Pai generoso, nosso Deus-Pai e nosso Deus-Mãe, hoje, em meio às benesses de portentoso cortejo de Kumaras e anjos, além do respaldo vibratório de guardiões da chama sagrada da vida, os que zelam pela execução do Plano Divino sobre a Terra, e pela vitória das almas eleitas para abastecerem de esperança as mônadas  inteligentes terráqueas que surgiram na Terra através do sopro divino, e as trazidas por nós, em naves e em fulcros ou tubos plasmados pela nossa engenharia sideral,  chego hoje investido do mister de vos dizer que algo sublime e encantador, de êxtase angelical,  aproxima-se de vós, por  gesto inolvidável de RENÚNCIA DE JESUS: 

Os lírios crísticos voltam a florir nos jardins dos céus e nos jardins da Terra, pois ele, em breve,  estará entre vós!

Para todos nós que conhecemos os poderes miraculosos das flores em vosso planeta, e sendo que todos juntos as projetamos, houve uma espécie delas, os lírios, por desenho eleito por Jesus, especialmente, para sacramentar as suas passagens pelos orbes onde desceria para ensinar aos seus povos sobre o Amor do Pai, que se tornaram marcas indeléveis de seu espírito magnificado.

Dentre os seres ligados às plasmações das formas e à escolha dos ingredientes vibráteis do elemento ar, de atributos voláteis, que conferem os aromas, esses olores que se elevam pelos ares até suas ondas matrizes no espaço infinito, louvamos hoje os samaritanos crísticos, guardiões dos lírios crísticos, que compõem uma ordem celestial especial, pois que velam pela nova egrégora na Terra: a dos novos tempos Críticos, a dos Lírios  sagrados da Nova Concepção de Jesus Cristo, para a Assunção da Terra a um grau de homogeneização de sentimentos e valores confraternizados.

Eis-nos e eis-me aqui, em plena comunhão de empenhos extraordinários entre o céu  e a Terra, na esfera de conexão mais inusitada pela nossa anfitriã, uma parte inquestionável da chama gêmea de Mestra Nada!

Nossas programações seguem o curso das informações que os seres humanos precisam com mais urgência, pois buscam os povos, tão avidamente, por um pastor de almas que lhes dê novamente a segurança num porvir, tão insólitas estando as perspectivas e tão confusas as suas expectativas, após terem partido para os planos espirituais vários dos seus mais sagrados gurus e mestres, em várias nações de vosso planeta em rebuliço valorativo assustador.

 Com somente noticias espetaculares ou dramáticas sobre o aporte de seres extraterrestres em chegada ao planeta, e sondando, de forma  hipnoticamente incansável, as almas que buscam no além alguma fonte de esperança, em viagens galácticas abstratas, sonham aquelas apenas com naves em descida coletiva frente aos governos e sumidades terrenas e sofrem, de antemão, por alarmes incógnitos, passíveis de mudanças de percurso e de intensidade, pela chegada à Terra do seu mais augusto Redentor:  Jesus Cristo está voltando entre coroas de luzes e lírios galácticos para dar rumo novo aos seus rebanhos perdidos nas convicções de tantas inocentes notícias de finalizações de esperanças e de precipitado apogeu de vitórias dimensionais.

Nosso intento é o de louvar a era planetária que se aproxima de todas as vossas vidas, as quais acompanhamos, e em sintonia permanente convosco, como velhos avôs que somos de toda essa confraria de vossas comunidades espraiadas pelas metrópoles da Terra, pelos campos e pelos litorais, pelos penhascos gramados, pelos templos de todas s as ordens e doutrinas, pelos lugarejos onde Cristo e Buda passaram,  Krishna  e  Gandhi, e tantos mais, nossas almas irmãs congregadas na mesma chama da Luz da Evolução Infinita que todos os nossos seres palmilham, em graus e degraus de absolutas e indescritíveis romarias de aprendizado e luta pela vitória de nossas almas itinerantes no oceano misterioso da matéria física, ainda que quintessenciada e nulificada em nossos reinos de dimensões superiores.

    Um dia se derramou sobre a Terra, pela inextinguível sabedoria divina,  pela inexorável lei de justiça galáctica, e pelo sempre fiel dedo da providência divina, apontando, com todos os seus propósitos insondáveis e incognoscíveis, para vós e para nós, as coisas todas que se processariam em vários territórios do Cosmos, a Perfeita Presença do Filho de Deus.

     A Perfeição Criadora ainda nos assombra, mesmo com a nossa história de éons pelas galáxias de vários universos físicos e adimensionais.

Em contemplarmos esses esplêndidos brilhos de lírios cristalinos, em pureza celestial, ajoelhamo-nos perante a vontade divina de enviar seu Príncipe de Luz, a majestade Jesus, à Terra, em renovado apelo ao ingresso de suas ovelhas perdidas ao seu aprisco bondoso, hospitaleiro e salvador.

     Louvamos ao Pai e a seu Filho Jesus Cristo, aquele que se dignou a deixar seus rastros de exemplares virtudes pelo vosso plano adverso e hostil, pela homenagem que faz ao povo terráqueo com sua grande e abnegada decisão de retorno ao globo que sulcou com suas cruzes, quando da reunião hospitaleira na Metrópole do Grande Coração, do amantíssimo ser intergaláctico Ramatis, onde consumou-se a pauta de assuntos sobre o Carma Planetário da Era da Transição de Urantia para novos patamares evolutivos, com suntuosas conexões prismáticas com todos os âmbitos cósmicos de referência aos humanos sobre o Conselho do Carma, e com todos os templos etéricos atrelados ás funções de decisões sobre o planeta Terra.

Sua decisão arrojada e maravilhosa foi a de que, em breve, deixará suas túnicas divinais e triunfantes para novamente volver às paragens da Terra em restauração cíclica. Vestirá um invólucro, um templo físico, a bem de toda a comunidade terráquea.

Sua mãe e seu pai serão um par de sacerdotes iniciados de Essânea e os genes de pai e mãe terráqueos, mas 'walk-ins', somar-se-ão a vários dispositivos siderais de ajustes vibratórios.

Em trajetos dimensionais de vários patamares, ornados de lírios de sutilíssimas e singelas pétalas etéricas, dentre outras proféticas proezas e primícias da Criação Supra Estelar, outras criaturas, com suas originais belezas e poderes celestiais chegarão com ele.

A Terra saberá, pelas lágrimas de Nossa Senhora Mãe Santíssima de Jesus Cristo, vertidas em parto celeste simbólico, reiterado pela vontade de seu amado primogênito, e sentidas pelos mais sacramentados apóstolos da luz em vaso físico, em meados de setembro de 2012, a fim de que sua alma de indescritível grandeza e nobreza, nos pódromos de mais uma odisséia de renúncia  à glória eterna, possa deitar sua sombra ilustre e resplandecente de Filho de Deus em todos os recantos de vosso planeta recalcitrante.

Alicerçado por ética divina, numa respeitosa visão que todos devemos ter diante de suas opções sábias de desforço cósmico de sua identidade suprema, e arregimentado por códigos de leis de um cômputo de ações missionárias em prol da equilibração das órbitas solares e planetárias, portando eficazes e cosmocientificas ferramentas de auxílio ao planeta, por deter miraculoso arsenal de poderes próprios dentro de todos as matérias universais, e submetendo-se humilimamente, por valores sacrificiais e imperscrutáveis, aos desígnios divinos renovados, embora já dantes delineados pelo Pai, dispôs esse rabi divinal a cumprir um idílio novamente com a sociedade planetária, na vestimenta mais inusitada que todos poderíamos cogitar: a de ser 'humano', em bases de densificação ainda mais sacrificial, pela vitória do bem e do amor na face desse grão estelar onde habitais e tanto sofreis.

Nascerá em solo brasileiro e será regente de todos os cometimentos que se processarem nesta terra eleita, soberbo como será visto e respeitado, como o mais veemente e venerável parlamentar humano do novo modelo terráqueo de governo planetário, onde regerá, das novas raças e civilizações de vários milênios pelas quais a Terra ainda irá passar, de um trono invisível, todas as suas conquistas e glórias da era dourada em seus inícios pálidos, mas férteis e promissores.

Seu pai de outrora, seu padastro humano, José, hoje Saint Germain, será também seu suporte frequencial, juntamente com todos os Kumaras e os essênios de sua origem paradisíaca.

Como hoje sendo o Instrutor do Mundo, fez a opção de esta realizar-se em moldes presenciais.

Nem porque tantos flagelos à humanidade... neste novo despertar das eras, neste acordar de nova vida por bilhões de almas, e ainda ansiando, milhares delas, chegarem ao prumo mais equilibrado de suas histórias siderais, pelo investimento que fizeram em afãs de vitórias, almejando a harmonia de suas essências com a perfeita harmonia cósmica... o sufrágio de possível derrocada de tantos empenhos, os medos que tem sido gerados pela antecipação mental sobre os testemunhos horrendos que poderão chegar a muitos, sem desejarem que o tempo lhes seja tão exíguo, mantendo chamas trinas acesas em oração santificadas, milhares de filhos de Gaia, ansiando paz,  plenitude e oportunidades de mais vida e mais trabalho fecundante do progresso por si e pelos compatriotas terrenos... e por não terem podido, todos, ou muitos, chegarem ao apogeu de suas escaladas...pelos sonhos nutridos durante centenas de estações de vidas sucessivas na Terra, de poderem concluir suas carreiras de luz e rumarem posteriormente aos seus andares de ascensão e paz.... 

...Jesus voltará e dará sementeiras novas a todos os que desejem ainda semear suas esperanças.

As derradeiras horas de consumição dos expurgos planetários aproximam-se a passos céleres, sim,  e em verdade, sem que, contudo,  a humanidade vá ser extinta,  mas sabiamente destinada a multifários estilos de recuperação, purificação ou transmutação de seus veios de características e obstinações retardantes de suas redenções pessoais que incidam na redenção coletiva, na contramão de suas próprias necessidades  e destinações sagradas, fadadas a todos os filhos de Deus.

Que nem mesmo  todas as mudanças topográficas se processem do dia para noite e que nenhum filho do Pai seja arrancado da vida antes de seu desabrochar!

São esses os pedidos das nossas orações de todas as noites no Círculo Sagrado com prodigiosas energias de Anjo Ezequiel, Zadkiel e Ametista, Astréa, Pórtia e Saint Germain, vultos ilustres do Cosmos e de vossos  irmãos com histórias biográficas junto às vossas, e com bilhares de almas humanas que assentiram à nossa anterior convocação e ao nosso clamor conjunto de toda a Grande Fraternidade Branca Universal.

Que a presença entre vós de Jesus, o anjo celeste de maior pureza, de mais exuberante luz e prodigiosidade transmutadora do mal, auxilie-vos  na derradeira fase de estardes 'encarados' com os vossos disfarces de teimosos  filhos da Luz, muitos de vós vos esquecendo de não serdes os  escravos de vossos desejos egóicos, efêmeros e traiçoeiros.

Havereis ainda de contemplardes muitas noites estreladas, muitos sóis brilhando no alvorecer de cada novo dia que vos é oferecido pelo  Pai Criador.

Que novas ensolaradas alvoradas, novas tardes douradas e novas noites platinadas, salpicadas dos dons do Criador, como faiscantes pontículos de vidas pulsantes, em órbitas também vivas e vívidas de alegria por fazerem parte dos céus de esplendores divinos,  ainda possam raiar na Terra e mudarem  todo esse cenário de torpezas e constrangimentos desumanos.

Todos esses terão chegado ao seu termo de existirem na face da Terra, pois que envoltos no manto crístico, que fiquem nubladas as suas mancomunações e desastrosas ações de conseqüências nefastas.

Mesmo que ainda algumas  invigilantes pegadas vossas venham a vos causar o prejuízo de vossas desditas, haja tempo e lucidez em vós para deterdes o avanço do mal em vós.

Tende compaixão de vossos seres e afeiçoai-vos, de vez, aos pés de Cristo que volta, num desforço de ultimardes a vossa burilação como filhos renitentes de Gaia, ainda que migrantes de tantas galáxias e estrelas de povos enfermos ou de outras moradas sutis de povos anônimos, cuidadores dos destinos da Terra.

Olhai, doravante, os lírios de vossos campos e lembrai-vos de que eles serão ainda e sempre a marca da energia crística na Terra, para todo o sempre de vossos dias neste globo marcado pelos açoites das jornadas inglórias, mas que será, em breve, um jardim de abençoadas e sacrossantas esperanças.

De lírios cósmicos se banha a Terra desde a última reunião do Conselho  do Carma, quando as sílfides e anjos alados esparramam sementes deles sobre todos os pontos dela, e, muitos, em flor aberta, com perfume dos deuses, descem suavemente sobre as frontes dos seres humanos.

Embora que neste peito honrado de Jesus, pela sua magnífica passagem por tantos povos estelares, nunca mais nenhuma seta ferirá e sangrará, e que nem mesmo nenhuma  cruz farpada dos espinhos de vossas índoles reprováveis venha a dilacerar as suas novas carnes, em corpo físico sagrado exultante em fluidos biomoldados, estrategicamente, em parâmetros de energias divinais que não compreendeis.

Enlevai-vos ante essa perspectiva nobilitante, para ele, de sua vinda e retorno abnegado, e generosa, para vós, ante o alento de respirardes a mesma atmosfera que vosso grande Mestre.

Nada sobre isso deverá ser constatado em nenhum tempo de sua permanência entre vós, e hoje nem deverá ser essa revelação questionada, pois que insondáveis são os mistérios e os desígnios do Pai.

Num corpo físico astral de sutilíssima vibração fará Jesus Cristo novas proezas na Terra!

Que esse mestre de inigualável grandeza, de um escopo e bagagem inimitáveis a tudo dê direção em vosso planeta, em fulgores de fé e alegria, pelos novos tempos de dimensões acalentadoras se aproximando.

Enquanto falávamos todos nós sobre esse novo corpo crístico, resgatando agora, novamente, o relato sobre o sublime ocorrido dessa decisão especial em nossa reunião do Conselho Cármico, e após todas as considerações de milhares de seres aglutinados às esferas de posicionamentos sobre os reajustamentos relativos às questões individuais sobre o karma pessoal e o karma coletivo do vosso planeta, todos em frente á dulcíssima Cruz e Coração da Metrópole do Grande Coração, desceram dos céus estrelas cadentes enviadas pelo Pai, com anjos glorificados batizando a nova decisão, que já, em promessas insólitas de várias doutrinas, confundia a todos o seres terrenos com as constantes perguntas: - Jesus voltará?

Jesus Cristo terá o nome oculto e caminhará anônimo, entre seus lírios em sua aura sagrada, e com também sincrônico lirial semblante,  que muitos reconhecerão.

Não lhe importam e nem nunca lhe importarão títulos e honrarias. 

Não lhe apraz saber de todas as discussões estéreis que se travam sobre as origens de vários de seus nomes, pois que sua alma de quilate adimensional apenas vibra em supremo e glorioso amor divino inconspurcado e de radiações majestosas de potente poder saneador do mal, pelos seus fulcros magnéticos obtidos à custa de tantas passagens por reinos dos mais hediondos nas constelações múltiplas em que derramou o seu sangue, mel de doçura do seu amor incomensurável.

 Nutrindo as raças estelares, as mais remotas e ignotas, com todo seu celeiro inextinguível de virtudes e poderes, que o habilitaram, desde bem anteriormente à sua permanência em Essânea, há  bilhares de bilhões de éons, a cear com o Pai no mistério de ser seu filho dileto a descer à Terra, fundiu-se a sua alma peregrina ao próprio Pai, sendo o seu mais imaculado filho, em meio a muitos como ele, todos divinizados, mas somente ele eleito para semear na Terra, vindo do sopro misterioso de Deus, com a sua Matriz ‘Cristo Cósmico’ ou Maytréia, e  com desejo que fosse vosso orbe um Centro futuro de estritas decisões em vossa galáxia, daqui a milhares de anos.

Insondáveis planejamentos divinos esses,  e infinitamente anteriores a qualquer manifestação do Verbo, da voz do Espírito Santo, na Sua sabedoria excelsa que somente a Ele mesmo compete compreender.

Surpreendendo nossa mensageira com nossa presença transmentativa, com retaguarda de batalhões espirituais credenciados do Universo para sua defesa pessoal, retratamos aqui, em poucas palavras, esta mais esplendorosa realização da reunião do Conselho do Carma, desta última data vossa de 30 de junho de 2011, sem que tenhais o direito de contradizer ou vos antepor a essa autêntica revelação, que consta como registro genuíno de nossas atas solenes do livro akáshico que sela as decisões das sessões especiais, atinentes essas às histórias planetárias de terceira dimensão.

Sob os auspícios de impronunciáveis nomes do Cosmos, seres da imensidão do vosso e outros universos, de nobres apóstolos da luz criadora do Todo Poderoso, além dos seres responsáveis pela contemplação dos ofícios acumulados para discussões nesta data inesquecível, pela magistral e definitiva  lavra de ata akáshica com assinatura galáctica de JESUS CRISTO, para arquivo de sua epopéia sideral, em muito se assemelhou, esta sagrada suprema reunião, com aquela em que decidíamos juntos, todos os maiores representantes cósmicos e espirituais, governantes da história da Terra, o advento de ESU SANANDA ou YESHUA, como o vosso Mestre Jesus, o farol da humanidade, o porto seguro de todos os filhos terráqueos, até para toda a eternidade da vida desse vosso globo azul celeste.

A diferença evidente, no entanto, foi a de sabermos que a primeira fase sacrificial de sua escolha por vir à Terra já havia se cumprido, estando ele, o nosso amado guerreiro Esséia, hoje, estando a sorrir pela alegria e esperança de estar entre vós em breve, quando dos acontecimentos mais imprevistos de vossos dias futuros, nestas horas solenes e decisivas sobre os rumos da Ascensão de Gaia e das transformações  definitivas nas mentes das criaturas humanas.

Mescladas à luz inaugural do novo tempo de Urantia, o tempo da colheita de todo o valoroso trabalho de milhares de missionários galácticos por todos os milênios de vossas histórias evolutivas neste ventre de promessas restauradoras do espírito e a honra de todos vós, como filhos do mesmo Pai, irmãos  nossos nessa Unidade de sermos todos as Mônadas de vida de Sua Bondade Inexcedível, estão todas as esferas sincronizadas com o percurso do Planeta Terra, que as fará evolarem-se a outras dimensões também, igualmente, pois toda a rede de sóis e estrelas, planetas e orbes do Pai obedecem a um excepcional e deslumbrante mecanismo de perfeição de suas funções siderais e para o exclusivo funcionamento do missionato espetacular de cada galáxia para o seu absolutamente perfeito e minuciosamente sinérgico funcionamento da Criação.

Todos os discípulos da luz, capacitados pelos seus méritos e conquistas próprias,  em tempos que ainda chegarão, em alguma era de vossos futuros incógnitos, serão os novos transmissores a novos povos que migrarão para a Terra, podendo acessar esses planos sutis de registros para estudos sobre histórias galácticas dos povos de Nebadon. (* Nebadon é o nosso universo)

Luzes e lírios resplandeçam sobre os céus da Terra!

Em oração de embevecimento eterno e de gratidão ao Pai por mais uma vez estar a Terra que ressuscitamos, programando-se para sua era de vida abundante e iluminada, saudamos o Rei que novamente enverga a sua eternizada coroa, assenta-se em seu trono apoteótico e assume o seu cetro de espiritualidade máxima sobre o planeta, na figura de um enigmático ser, que nascerá ainda no campo, no Planalto Central do Brasil, na pátria do Amor onde plantou a sua cruz e a rosa e o coração de sua amada Mestra Nada!

Com júbilo inenarrável, em prantos de glórias e entre jazidas de cristais celestes, por onde, entre seus veios, lírios brancos que cintilam mais do que diamantes, foram sendo sido já trazidos pelas falanges de anjos às vésperas de seu Corpus Christi, deixo a todos os meus amados seres da Terra, o mais sensibilizado e amoroso abraço cósmico, dando boas vindas ao vosso novo galardão de venturas, logo após já tendo sido superadas as convulsões de Gaia, as quais, em intenso labor de engenharia sideral de arrefecimento de expansões atômicas de núcleos internos de vosso orbe, estamos todos a colaborar, pelo amor que temos a vós, tentando, junto às naves de Ashtar Sheran e muitos outros comandos em ação em vosso céus e estratosfera, com as plêiades de seres ancestrais que dinamizam, com seus poderes, os elementos da natureza, e com  o maior regimento de forças e vultos que a Terra já teve, os milhares de seres com seus sagrados mananciais próprios de luz e sabedoria, no bojo do coração do mundo, o Brasil... damos agora ‘Graças  a Deus’!!!

'Nunca vos falte a fé de que tudo muda a cada instante e que a Misericórdia Divina é incalculavelmente maior do que todas e quaisquer conjecturas vossas em tantas dissertações hipotéticas sobre vossos destinos'.

Em preito de extremo amor a vós, na nossa Perfeita e Indestrutível Unicidade,

                           SANAT KUMARA

Mensagem transmentativa a Rosane Amantéa,  em 05 de julho de 2011, em Londrina- Paraná Brasil.
Fonte: 2011@Rosane Amantéa http://rosane-avozdoraiorubi.blogspot.com  

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

115 - CHICO XAVIER E A DATA-LIMITE DO VELHO MUNDO

Continuando nossa reflexão, compartilho outro artigo da Dra. Marlene Nobre, publicado em 25 de setembro de 2011:


Artigo: "Chico Xavier falou sobre data-limite do Velho Mundo".

Entre as poucas contestações à entrevista de Geraldo Lemos Neto, publicada na Folha Espírita de maio, está a dos que não creem em profecias com data marcada.

Mais particularmente, contestaram o prazo de 50 anos e o ano de 2019. Pois bem, Chico Xavier afirmou em vida, em um programa de televisão campeão de audiência – o Pinga-Fogo – que o prazo é de 50 anos. Vamos recordar as principais respostas que ele deu nesse programa, referentes a esse assunto.


Pedimos ao leitor que medite bem sobre as palavras do médium, que foram ditas logo depois que a Missão Apolo pisou na Lua pela primeira vez. Tudo indica que a entrevista foi programada pela Espiritualidade Superior, a fim de que ela tivesse também a finalidade de advertência às comunidades terrestres, quanto aos perigos e oportunidades da hora presente.

No trecho que publicamos abaixo, ressaltamos, em negrito, as frases que estão absolutamente de acordo com o que afirmou Geraldinho Lemos. Se quisermos uma era maravilhosa de progresso para a humanidade neste terceiro milênio, temos de lutar por ela e o preço a pagar é o da paz, o do entendimento entre todos os povos.

A seguir, os trechos de Pinga-Fogo:

Aquário, era maravilhosa, terá um preço: a paz 

Hele Alves – Eu queria saber agora o seguinte: os espíritas dizem que os renascimentos sucessivos da criatura humana têm por objetivo a sua evolução. Outras correntes espiritualistas, como os teosofistas, os messiânicos, também dizem que nós estamos no limiar de uma era de grande beleza, a era de Aquário, na qual a humanidade será muito feliz. Eu gostaria de perguntar ao senhor o seguinte: se temos mais de uma dezena de séculos de evolução, se estamos no limiar de uma era de encontro da criatura humana consigo própria, como que o senhor explica as violências do mundo atual como a Guerra do Vietnã, a violência da sociedade de consumo? Isso, a nosso ver, não representa uma grande evolução da humanidade.

Chico Xavier – Esses fenômenos todos – diz o nosso Emmanuel que está presente – caracterizam mesmo o período de transformação em que nós nos encontramos. Diz ele: O nosso companheiro materialista dirá: Natureza. Mas para nós, os religiosos, Natureza é sinônimo de manifestação de Deus. Então Deus cria a Natureza, Deus cria a vida, mas o homem, os homens ou as mulheres do planeta, são filhos de Deus e podem modificar a criação de Deus. Nós nos encontramos no limiar de uma era extraordinária, se nos mostrarmos capacitados coletivamente a recebê-la com a dignidade devida. Se os países mais cultos do globo puderem suportar a pressão dos seus próprios problemas, sem entrar em choques destrutivos, como, por exemplo, guerra de extermínio, que deixará consequências imprevisíveis para nós todos no planeta, então veremos uma era extraordinariamente maravilhosa para o homem, porque a própria automação – diz ele – nos está mostrando que vamos ser aliviados ou quase que aposentados do trabalho mais rude no trato com o planeta, para a educação da nossa vida mental, através de informações sobre o Universo com proveito enorme, proveito incalculável para benefício da humanidade. Mas isso terá um preço. Será o preço da paz. Isso se nós pudermos nos suportar uns aos outros, amar uns aos outros, seguindo os preceitos de Jesus, até que essa era prevaleça, provavelmente no próximo milênio, não sabemos se no princípio, se nos meados ou se no fim. O terceiro milênio nos promete maravilhas, mas se o homem, filho e herdeiro de Deus, também se mostrar digno dessas concessões. 

As cidades de vidro e o fim do período bélico  
Saulo Gomes – O Luiz Lopes, que é o nosso companheiro da TV Globo, formula esta pergunta: nossa humanidade assiste neste momento a mais um lance dramático da corrida espacial. “Apolo 15” encaminha-se para a Lua. Acreditam os mestres espirituais de Chico Xavier se ainda em nossa atual civilização o homem poderá entrar em contato com civilizações de outros planetas? 

Chico Xavier – Estamos subordinando a resposta ao mesmo critério com que foi estruturada a informação para a nossa estimada entrevistadora que falou sobre a nova era. Se não entrarmos numa guerra de extermínio nos próximos 50 anos, então nós podemos esperar realizações extraordinárias da ciência humana partindo da Lua. Então diz o nosso Emmanuel, que está presente, que quando Cristóvão Colombo perambulava pelas cortes europeias, pedindo socorro para descobrir um caminho mais fácil para as Índias, muita gente considerou o programa dele como absolutamente inútil para a humanidade, que aquilo era uma despesa absolutamente inócua e que iria pesar demasiadamente no orçamento de qualquer povo, até que ele conseguisse o apoio de Fernando e Isabel, os então soberanos de Castela. Mas nós hoje sabemos, depois de quase cinco séculos, qual a importância do feito. Então nós não podemos, também, acusar os nossos irmãos que estão se dirigindo à Lua para pesquisas que devem ser consideradas da máxima importância para o nosso progresso futuro, porque as despesas efetuadas com isso serão naturalmente compensadas, talvez com a tranquilidade para uma sociedade mais pacífica na Terra, porque se não entrarmos, por exemplo, num conflito de proporções imensas, então na Lua é possível que o homem construa as cidades de vidro, as cidades-estufas, onde cientistas possam estabelecer pontos de apoio para observação da nossa Galáxia.


Essas cidades não são sonhos da Ciência, essas cidades, naturalmente com muito sacrifício da humanidade terrestre, podem ser feitas, e provavelmente – vamos dizer – vai se obter azoto e oxigênio e usinas de alumínio e formações de vidro e matéria plástica na própria Lua para a construção desses redutos da ciência terrestre e provavelmente a água fornecida pelo próprio solo lunar. Então, teremos, quem sabe, a possibilidade de entrar em contato com outras comunidades da nossa Galáxia. Então vamos, definitivamente, encerrar o período bélico na evolução dos povos terrestres, porque nós vamos compreender que fazemos parte de uma família universal, que não somos o único mundo criado por Deus. O próprio Jesus, a quem reverenciamos como Nosso Senhor e mestre, disse: “Há muitas moradas na casa de meu pai.” Portanto, nós precisamos prestigiar a paz dos povos, a tranquilidade de todos com o respeito de todos, com a veneração máxima pela Ciência, para que nós possamos auferir esses benefícios num futuro talvez mais próximo do que remoto, se nós fizermos por merecer. 


Confira a entrevista do Pinga-Fogo no link http://www.youtube.com/watch?v=6i6lhp3HadQ

.....
Fonte: PORTAL VIVA! - Dra. Marlene Nobre, publicado em 25 de setembro de 2011.

domingo, 30 de outubro de 2011

114 - MARLENE NOBRE DISCUTE 2012

Leia abaixo artigo da Dra. Marlene Nobre, publicado em 10 de março de 2011:



Artigo: "Não será em 2012" - por Marlene Nobre:


"Muito se tem falado em 2012, como ano provável da grande transformação do nosso planeta.
Mais precisamente 22 de dezembro de 2012. Isso por conta dos estudos dos maias, detentores de grandes conhecimentos astronômicos e que deixaram informações muito precisas no calendário, construído por eles, e pelo qual se guiavam.

Até  filme de alto impacto se fez evocando a data. Nós mesmos, publicamos, em abril de 2008 na Folha Espírita, uma entrevista feita por Amantino de Freitas com o escritor Fernando Malkun, especialista na cultura maia, e que está convencido de que essa é a data-limite entre o velho e o novo mundo. Vamos recordar alguns pontos importantes dessa entrevista para mantermos o fio condutor do nosso raciocínio, que é o de discordar do ano em que a grande transformação ocorrerá.

Foi a partir de um congresso que reuniu vários xamãs, vindos de várias partes das Américas, em 1999, no México, que Fernando Malkun passou a se interessar pela cultura maia. Antes que desaparecessem, no século IX, tragados misteriosamente pela noite dos tempos, os maias deixaram atrás de si informações preciosas, que são o testemunho de sua inequívoca e meteórica passagem pelo nosso planeta. Depois de constatar a extrema precisão das informações do calendário maia, em relação aos fenômenos astronômicos que estavam acontecendo naquela época, e de conhecer as observações também precisas e corretas contidas nos registros maias, Malkun decidiu ordená-las na forma das Sete Profecias Maias (Ver abaixo o resumo dessas profecias).

Mudança de rumos 
Ele acredita que 22 de dezembro de 2012 será o dia em que os rumos da civilização terrena atual irão mudar, integralmente, embora frise que, na realidade, essas mudanças já estejam ocorrendo desde 1992. Trata-se de uma transformação contínua e não de uma mudança repentina e isolada. Segundo analisa, “a queda das torres gêmeas do World Trade Center de Nova York, em 11 de setembro de 2001, em que cerca de 3 milhões e meio de pessoas acompanharam ao vivo e de maneira integrada essa tragédia, é um exemplo desse tipo de transformação”. Malkun pensa que fatos desse tipo continuarão a acontecer ao nosso redor, de maneira a que possamos reorientar nossa maneira de pensar em relação à vida. E lamenta que isso somente ocorra quando estamos perto da morte, porque só então temos uma visão mais neutra da vida. E acentua: “Mudando nossa forma de pensar, poderemos aumentar nosso senso de integração com o Universo e, consequentemente, modificar nossa realidade.”

Por que 22 de dezembro? 
A base de raciocínio de Malkun para aceitar o 22 de dezembro de 2012 como data-limite é o calendário maia, que é muito preciso, segundo teve oportunidade de analisar, porque está baseado no movimento dos corpos celestes como é observado pelos estudiosos da Astronomia. É bem diferente do nosso calendário. Tem por base períodos de 100 anos. Isso porque a cada 100 anos o planeta Vênus atinge o ponto mais próximo do Sol por duas vezes, separadas por um espaço de oito anos. Em 2012, Vênus vai atingir um desses pontos.

Malkun acredita que as mudanças estão ocorrendo porque estamos vivendo a era da informação e da energia, e da capacidade de manifestação de poder. Ressalta o fato de que o ser humano está imerso num campo de energia, enviado especialmente pelo Sol, e que essa energia impacta a ionosfera, que está acumulando cargas elétricas crescentes, com consequências diretas para o planeta. Há 30 anos, a quantidade de descargas elétricas na superfície da Terra era de 1.000 por segundo; agora temos 2.200 descargas por segundo. Estamos imersos em eletricidade, bombardeados com todo tipo de informação através dos computadores, internet, comunicação em tempo real com o mundo inteiro, num crescimento exponencial e velocidade cada vez maior. A população da Terra agora já é de mais de 6,5 bilhões de pessoas que, com os meios modernos de comunicação, estão interagindo cada vez mais entre si, trocando energia uns com os outros. Essa é a maneira pela qual aprendemos a respeito do Universo e também como o Universo nos ensina que estamos vivendo tempos muito especiais. Malkun acredita que as principais mudanças irão ocorrer porque o ser humano vai mudar.

Como decorrência do nível mais elevado de energia que o Universo nos repassa, vamos aumentar nossa percepção, podendo ver a aura das pessoas, ou seja, o campo magnético que as envolve. Quando isso acontecer, não vai haver mais mentiras e ninguém vai poder esconder nada dos outros. Isso vai mudar totalmente o relacionamento entre as pessoas e muitas coisas ao nosso redor.

Energia e consciência 
Perguntado se haverá alteração do comportamento atual do ser humano que hoje trabalha em busca de dinheiro, pensando em gastá-lo no futuro, Malkun responde que o dinheiro representa uma mistura de energia e consciência. Segundo argumenta, somos uma sociedade capitalista, baseada em bens materiais, portanto, dinheiro é importante para nossa sociedade, pois é a base do seu funcionamento. Mas o entrevistado prevê mudanças na ambição humana: “Quando a visão das pessoas puder incorporar outras frequências acima das que hoje nossos olhos são capazes de enxergar, começarão a ver o que se passa no íntimo dos outros. Então, não haverá mais mentiras e o comportamento da sociedade vai mudar, vai haver mais harmonia entre os seres humanos, que aprenderão o significado real do amor e entenderão melhor o Universo.” (www.fernandomalkun.com

Por que não será no ano previsto 
Muitas informações dos maias estão corretas. E teremos oportunidade de voltar a elas ao longo dos artigos que pretendemos publicar proximamente para justificar a nossa discordância em relação à data da virada definitiva. Não trabalhamos com o 22 de dezembro de 2012 porque, segundo revelações do médium Chico Xavier, é 2019 o ano da “grande abominação”, o ponto final do mundo velho (Leia em NÃO SERÁ EM 2012). Dada a gravidade do assunto, não darei todas as respostas neste artigo, mas, paulatinamente, nos subsequentes, que publicaremos. Nem poderia ser diferente, porque precisamos, antes da conclusão final, levantar uma série de dados tendo por base as profecias do Mestre Jesus e as explicações espirituais, sobretudo, as do benfeitor Emmanuel, em sua extensa obra missionária.

Relembro que o advento do Espiritismo, no século XIX, já foi um sinal muito importante da instalação da fase de transição no planeta. Em O Evangelho Segundo o Espiritismo, várias mensagens dos Espíritos Instrutores anunciam a virada dos tempos. Kardec, em A Gênese (cap. XVIII), dedica expressivas páginas à questão afirmando que “os tempos são chegados”. Nelas, abre espaço ao espírito Arago, que nos adverte:

“Quando vos é dito que a Humanidade chegou a um período de transformação, e que a Terra deve se elevar na hierarquia dos mundos, não vejais nessas palavras nada de místico, mas, ao contrário, o cumprimento de uma das grandes leis fatais do Universo, contra as quais toda a má vontade humana se quebra” (A Gênese, cap. XVIII, item 8).

Nosso primeiro passo no próximo artigo é recordar uma mensagem de Emmanuel dada na década 1950 aos caravaneiros do Paraná, seguidores de Ramatis, que foram a Pedro Leopoldo entrevistar o espírito-guia de Chico Xavier acerca do fim dos tempos. Nessa célebre mensagem, gravada pelos caravaneiros, o querido benfeitor fala abertamente sobre as transformações que estão por vir. E completaremos com as advertências dele conforme constam do livro A Caminho da Luz.

Ciclos cósmicos determinam evolução da consciência
“Sabemos que a Terra dá um giro completo em torno de seu eixo a cada 24 horas, ao mesmo tempo que percorre a órbita em torno do Sol em 365 dias. Além disso, o Sistema Solar se move ao redor da galáxia segundo ciclos bem definidos com duração, de acordo com os maias, de 26.000 anos. Os cientistas de nosso tempo denominam esse ciclo de Precessão dos Equinócios, com duração de 25.920 anos. Esses ciclos cósmicos determinam a evolução da consciência da humanidade. Cada um deles tem uma frequência de vibração e, à medida que a Terra passa por essa mesma frequência, coisas acontecem com a mente das pessoas. Dessa forma, tudo acontece segundo orientação divina, que provoca estados diferentes na mente dos seres humanos, auxiliando-os a entender melhor a ordem do Universo e as leis da natureza. Então, tudo deve ser entendido sob a luz desses ciclos cósmicos.

Os maias tomaram conhecimento desses ciclos cósmicos e os dividiram em cinco eras de 5.200 anos cada. Segundo eles, estamos vivendo na quarta era, sendo que os últimos dias dessa era vão ocorrer por volta de 2012. Essa não é uma informação apenas dos maias, mas os egípcios, os hindus, os antigos habitantes da Babilônia, todos eles já tinham essa informação. No presente tempo, a Terra está atravessando a parte posterior da galáxia. Analogamente à alternância de períodos de luz e escuridão que temos entre o dia e a noite, e que afetam a nossa realidade, os ciclos cósmicos também representam períodos de luz e de sombra, também afetando diretamente nossa realidade. Estamos, portanto, deixando o período de escuridão do ciclo cósmico para entrar no de luz.

Muita coisa vai mudar na nossa galáxia. Nesse próximo ciclo cósmico as atividades do Sol vão sofrer grandes modificações devido à trajetória que vai percorrer. Como consequência, a temperatura da Terra vai aumentar e haverá elevação do nível do mar devido ao derretimento do gelo nas montanhas e nas calotas polares. As correntes marítimas sofrerão alterações, e o clima nas várias regiões do planeta vai passar por mudanças dramáticas. A Terra vai receber mais energia do Sol e do centro da galáxia, elevando o nível de nossa energia vital e acarretando mudanças na nossa mente, com consequentes mudanças nas nossas crenças e na nossa realidade. Essa nova realidade vai nos livrar de muitas coisas que hoje nos prejudicam, como, por exemplo, o medo, que é a razão de muito sofrimento.”

Dra. Marlene Nobre é médica ginecologista aposentada, especialista em prevenção do câncer uterino. Trabalhou com Chico Xavier nas seções públicas da Comunhão Espírita Cristã, em Uberaba, Minas Gerais, entre os anos de 1959 e 1962. Preside também a Associação Médico-Espírita do Brasil e a Associação Médico-Espírita Internacional, é editora responsável pelo jornal Folha Espírita e diretora da Creche Lar do Alvorecer, em Diadema/SP. Além disso, escreveu diversos livros, dentre eles “Lições de Sabedoria - entrevistas do médium Chico Xavier.
.....
Fonte: PORTAL VIVA! - Dra. Marlene Nobre, publicado em 10 de março de 2011.

113 - NÃO SERÁ EM 2012

SUGESTÃO DE LEITURA: 
Dicas de livros sobre a Transição do Planeta Terra que recomendo!!


Chico Xavier revela a data-limite do velho mundo

Não estamos entregues à fatalidade nem predeterminados ao sofrimento, mas diante de uma encruzilhada do destino coletivo que nos une à nossa casa planetária, aqui na Terra. Temos diante de nós dois caminhos a seguir. O caminho do amor e da sabedoria nos levará à mais rápida ascensão espiritual coletiva. O caminho do ódio e da ignorância acarretar-nos-á mais amplo dispêndio de séculos na reconstrução material e espiritual de nossas coletividades.


Este livro contém artigos publicados no jornal Folha Espírita, e tem por finalidade divulgar o que o maior médium da história humana - Chico Xavier - revelou sobre a data-limite do Velho Mundo.
Geraldo Lemos Neto conta tudo o que ouviu do médium sobre o assunto, em 1986. Dra. Marlene Nobre relembra a entrevista de Chico à Folha Espírita, em 1992, com revelações sobre o papel do Brasil na Nova Era.

Saíram a campo por um dever de consciência, e creem poder contribuir, embora modestamente, para o alerta que se faz necessário aos irmãos da Casa Planetária, quanto à responsabilidade individual e coletiva na manutenção da Paz - única condição de ascensão espiritual para a humanidade.

Título
Não será em 2012
Autores
Dra. Marlene Nobre e Geraldo Lemos Neto
Editora Folha Espírita Editora
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...